Postagem em destaque

Oráculo são Cipriano

Oráculo são Cipriano Oração para trazer amor de volta  As três almas que morreram por amor, as três almas que morreram afogadas, ...

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

vudu

Segundo a crença vodu, os primeiros homens criados eram cegos e foi justamente a serpente que conferiu visão à espécie humana. Sem dúvida, o boneco vodu é o primeiro elemento que vem à mente dos leigos quando se fala em voduísmo. Tal objeto é empregado para invocar os poderes dos deuses do vodu e recebe o nome de fetiche, que significa feitiço. O fetiche é confeccionado por quem irá realizar o trabalho de magia e, enquanto é feito, a pessoa tem de mentalizar os objetivos que quer alcançar com o ritual e “transmitir” sua energia ao boneco. O fetiche deve ser feito com a semelhança anatômica de uma pessoa: cabeça, tronco e membros. Partes indispensáveis para a “eficácia” da magia são os órgãos genitais masculinos ou femininos. 


O boneco precisa ser batizado com o nome da pessoa que irá representar e, geralmente, é feito de massa de modelar, nunca de pano ou outro material. Segundo as sacerdotisas, tais bonecos são feitos para realizar o bem, para se alcançar prosperidade e curas. O que pessoa precisa fazer é perfurá-los com espetos ou alfinetes. Mas na prática as intenções nem sempre são essas. Outro elemento do culto vodu é o zumbi. O cinema norte-americano popularizou esses “personagens” em seus filmes. Todavia, os seguidores do vodu dizem o seguinte: “Aquilo que o cinema mostra é totalmente diferente do que é feito na prática vodu. Os zumbis não são pessoas mortas, como divulga o cinema”. Na verdade, segundo os ensinos vodus, o processo para se chegar a ser um zumbi é feito por meio de ervas que contêm substâncias capazes de deixar a pessoa em um estado de “morto-vivo”. 

Esses compostos de ervas deixam o batimento cardíaco mais lento. As ervas utilizadas pelos sacerdotes têm a capacidade de dilatar as pupilas, fazendo a pessoa perder a sensibilidade à luz e deixando-a em um estado de transe, o que facilita o processo de ritual feito pelo sacerdote, uma vez que o candidato torna-se totalmente manipulável. O pesquisador e antropólogo do museu botânico da universidade de Harvard, Estados Unidos, Wade Davis, que se envolveu com a sociedade secreta do Haiti, foi procurado há algum tempo por dois psiquiatras que acreditavam existir uma poderosa droga capaz de transformar uma pessoa em zumbi. 



Davis explicou o seguinte: “O ritual se dá por meio da magia negra [...] a vítima tem todo o indício de morte aparente, quase não respira, tem a pele fria, quase não tem pulsação e, mesmo assim, está viva”. Isto se deve ao fato de a pessoa ficar horas sem oxigenação no cérebro, o que reduz o seu nível de consciência. O curioso é que entre os componentes da fórmula utilizada pelos feiticeiros podem ser encontrados narcóticos, tetradotoxina, veneno neurotóxico e até veneno de rãs. O feitiço do zumbi Dentro do sistema de crenças vodus, o zumbi é um dos feitiços mais temidos. Muito mais do que a magia dos bonecos. O bokor, praticante de magias e feitiços, possuído por uma entidade chamada Baron Samedi, fornece as diretrizes para a pessoa que deseja praticar a magia. 

O “cliente” tem de ir ao cemitério, à meia-noite, e ali apresentar ofertas especiais às divindades. Dali, ele deve tomar um punhado de terra para cada pessoa que deseja matar (esta é considerada uma magia negra para a morte). Após pegar a terra, o praticante deve espalhá-la pelos lugares em que suas vítimas costumam passar. Depois, retira algumas pedras de um túmulo, as quais servirão como instrumentos para realizar o designo maligno. Quando o praticante joga a pedra na porta da casa da pessoa para qual a magia foi direcionada, a vítima começa a adoecer e a emagrecer, chegando à morte em um curto espaço de tempo. Mas, segundo a crença vodu, o feitiço pode ser desfeito. Se por acaso esta pessoa for diagnosticada a tempo de que recebeu o tal feitiço, ela deve procurar um hungan rapidamente para retirar-lhe a magia e expulsar os maus espíritos. Biblicamente, sabemos que o crente não precisa se preocupar com feitiços de nenhuma espécie, por mais assustadores que sejam. 

A palavra de ordem para que o cristão não seja alvo destes e de outros dardos do diabo é temer a Deus: “O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra” (Sl 34.7). Em nossas vidas, a maldição sem causa não se cumpre (Pv 26.2). Apesar de tudo isso, existe uma certa militância por parte de alguns voduístas em insistir que a magia vodu trabalha para o bem. No vodu, a idéia de distinção entre a magia do bem e do mal é difundida com esmero, pois a sacerdotisa ou o sacerdote geralmente recusa-se a realizar magia negra que, segundo eles, se destinaria apenas aos bokors – oficiantes do ritual com fins maléficos. Assim, hungans e manbos realizam rituais para o “bem” e os bokors, para o mal. Analisando algumas manifestações afro-brasileiras, vemos que existe também uma grande preocupação em não macular sua prática religiosa, a fim de que seus conceitos e propósitos não sejam confundidos. Os umbandistas, por exemplo, se esforçam em pregar que sua religião desenvolve magias voltadas para o bem, enquanto que a Quimbanda, para o mal. 

Todavia, ao verificarmos as práticas observadas pelos dois segmentos, constatamos que seus elementos ritualísticos são rigorosamente idênticos. Por exemplo, as oferendas com sacrifícios de animais e os toques dos tambores e danças são partes peculiares dos cultos afros. Semelhantemente, isso ocorre também no Candomblé, onde a prática de sacrifícios de animais é “exigida” pelas entidades por ocasião das possessões dos espíritos. Podem-se alterar os nomes, mas as castas espirituais são as mesmas: orixás africanos e santos católicos dividem os mesmos altares. Se no vodu o lado da “esquerda” existe, no Brasil temos a Quimbanda. 

Tal como no voduísmo, nos cultos afro-brasileiros também são feitos “trabalhos” em cemitérios e oferendas em cachoeiras, encruzilhadas, etc. Aliás, muitas iniciações da Quimbanda são feitas em cemitérios. Enquanto no vodu confeccionam-se fetiches batizados com o nome da pessoa que se almeja atingir, nos cultos afro-brasileiros costuram-se as bocas dos sapos com o nome da pessoa dentro. O vodu pede um período de preparo para os iniciados, no Candomblé o iniciado deve se preparar por alguns meses. 

Os pais e mães-de-santo possuem os mesmos atributos dos hungans e das mambos. A prática vodu é feitiçaria sem maquilagem. A Bíblia identifica tais práticas como cultos demoníacos. A história relata que a igreja primitiva teve de ser submetida a constantes advertências por parte dos apóstolos porque os cristãos daquele tempo eram seduzidos a buscar nos feitiços e magias a “felicidade”. Hoje em dia, é isso o que constatamos entre aqueles que não têm suas vidas regidas pela Palavra de Deus. A Bíblia é expressa em apresentar sua oposição aos sacrifícios dos cultos afro-brasileiros ou voduístas: “Que digo pois? Que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Ou que o próprio ídolo tem algum valor? Antes, digo que as coisas que eles sacrificam é a demônios que a sacrificam e não a Deus...” (1Co 10.19,20). Os haitianos praticantes do vodu acreditam que o homem possui duas almas: Gros bon ange: cuja tradução é: “grande anjo bom”. Essa alma, segundo acreditam os haitianos, tem a capacidade de sair do corpo enquanto a pessoa dorme. E, se não retornar, a pessoa morre. 

Petit bon ange: traduzido quer dizer “pequeno anjo bom”. Essa alma, segundo crêem, proteger e guiar o adepto. Quando a pessoa morre, ela permanece por alguns dias guardando o corpo. Somente após um período de nove dias, contando a partir do sepultamento, é realizado um ritual para afastá-la. Como a reencarnação faz parte da crença vodu, seus praticantes acreditam que a petit bon ange se transforma em algum objeto ou animal, geralmente uma grande serpente. Após a transformação, se aos rituais de sacrifícios e cerimônias, sob a responsabilidade dos parentes, forem negligenciados, a vingança da petit bon ange se volta contra eles.


Carlinhos Lima - Pesquisas






ANDREIA CAETANO PIUMHI MINAS GERAIS/BRASIL

Um comentário:

  1. oração forte para afastar rival
    oração forte para afastar rival – Para funcionar tem que ser feita sempre com muita fé.
    Lembre-se: somente pode dar certo, quando traz felicidade para os dois.
    Nada que traga a infelicidade de um, ou de ambos. Do contrário… de que adiantará ter uma pessoa infeliz a seu lado?! Pense bem nisso antes de começar suas orações e simpatias!
    Como postar aqui no Poder Mágico
    Não é preciso copiar a oração toda. Basta ler o texto até o final, afirmando para si mesma todas as palavras escritas. Depois, copie apenas os três primeiros parágrafos dessa oração, que estão em laranja.
    Cole em 7 altares virtuais (somente o trecho em laranja!) e agora é esperar o resultado.
    Minhas pombas giras façam sua gira e afastem (cfg) de qualquer mulher com quem ele esteja nesse momento; e se estiver , que chame meu nome.
    Quero amarrar o espírito e o corpo do (cfg); pois o quero apaixonado por mim, também quero que (cfg) fique dependente do meu amor. Eu quero vê-lo louco por mim, me desejando como se eu fosse a última pessoa da face da terra.
    Quero seu coração preso ao meu eternamente, que em nome da grande Rainha Maria Padilha floresça este sentimento dentro do (cfg), deixando-o preso a mim 24 horas por dia.
    A pomba gira Rainha Maria Padilha há de trazer (cfg), para mim, pois eu o desejo, e o quero depressa.
    Pelos poderes ocultos, que ele comece a me amar a partir deste exato instante e que ele pense só em mim, como se eu fosse a única pessoa do mundo. Que (cfg) venha correndo para me encontrar cheio de desejos e tesão, que ele não tenha sossego enquanto não me procurar.
    Rainha Maria Padilha eu te imploro para que me traga (cfg) que ele me ame muito, venha manso e como eu desejo.
    Eu agradeço a grande Rainha Maria Padilha. Eu prometo sempre levar seu nome comigo. Oh Poderosa Pomba Gira Sete Exus, quero de volta meu amado que me entristece com seu desprezo, que ele esqueça e deixe de uma vez por todas outros amores e os que queiram nos afastar.
    Que (cfg) desanime, e esfrie para as outras pessoas. Que (cfg) se sinta sozinho, humilhado, envergonhado de tudo e por todos. Que Ele venha a mim, peça meu amor, meu perdão. oh Linda Poderosa Pomba Gira Sete Exus, que nesse momento (cfg) não queira mais estar com ninguém nem com seus amigos e muito menos com (SVL)
    Que fique só pensando em mim e pensando como vai fazer para ME FAZER FELIZ. Preciso Rainha, de um sinal, um telefonema,uma mensagem, qualquer contato para eu saber se (cfg) pensa em mim e que me quer, me tire dessa escuridão. Que (cfg) fale comigo, que sinta saudades.
    Você é forte e poderosa, traga (cfg) aos meus pés, para não mais sair, e que venha correndo, que largue tudo e a todos E que só pense em mim. Sr Exu Caveira que com seu grande e forte poder tire todas as barreiras que estão impedindo que (cfg) ME AME LOUCAMENTE e deseje se unir a mim. Quero meu amado, me amando e me admirando sempre. Que ele não sinta mais desejos sexuais por nenhuma outra pessoa. Que seus desejos sejam só para mim, que seus pensamentos, gentilezas e bondades sejam só para mim.
    Que ele (cfg) queira muito de verdade que eu, (vmn) , FIQUE COM ele. Mas, quero que você, Exu Caveira, afaste de nós tudo e todos que nos separam. Que possamos ser felizes juntinhos. Que ele só sinta atração e desejo sexual por mim. Que ele me telefone, fale comigo de algum jeito,me envie mensagem desde já e a todo instante.
    Que sinta saudades minhas, e que sofra longe de mim e não agüente mais sofrer. Quero que ele me ligue hoje e agora. Quero ouvir a voz dele,Quero que ele me envie mensagem me pedindo para ficar comigo e voltando para mim para sempre, dizendo que me ama e que me quer. Obrigado.
    Copie e cole um pedido igual a este aqui em 7 altares diferentes e dentro de 7 dias seu pedido será realizado.
    Oração Forte Para Amarrar Alguém. Simpatia infalível, porém não se pode voltar atrás. Confiante eu a aguardo minha amiga Maria Padilha, Poderosa Rainha das Sete Encruzilhadas, pois já me faltam portas onde bater

    ResponderExcluir